sábado, 20 de fevereiro de 2010

Sapatos


Meu pé anda empurrando o sapato;
Tamanha é minha vontade de seguir...
Meu sapato carrega meu corpo;
Tamanha é a vontade de partir...
Meu corpo já não tem alma;
Tamanha é minha vontade de sumir...
Minha alma já não tem lar;
Tamanha é minha vontade de existir...

Tirei meus sapatos e morri!

4 comentários:

  1. Talvez eu só queira mesmo um pouco de paz, Edson.

    ResponderExcluir
  2. Querer paz gerando desordem?
    Talvez a guerra surja da complacência afinal.

    Essa é a grande piada...

    Marcos "o leitor do palhaço"

    ResponderExcluir