segunda-feira, 14 de junho de 2010

o preparo ( o último chá )



Edson Bueno de Camargo

camisas e lençóis brancos no varal
o chão e casa impecavelmente limpos
as coisas ordeiramente arranjadas
na sala e nos quartos

o jardim bem cuidado
a grama cortada

um quarto cuidadosamente trancado
tudo no exato lugar
desde o dia da morte do único filho

na cozinha
a velhinha prepara um bolo
farinha, leite, ovos, cacau e açúcar

sentado na poltrona
esperando o chá
o marido lê o último jornal

saindo do formo
aroma de chocolate

no preparo
da água fervendo no fogão
coloca com toda a delicadeza
duas colheres de raticida


(Este poema é parte de meu livro inédito "index animi" que provavelmente nunca será publicado)

5 comentários:

  1. É um poema antigo, resolvi ressuscita-lo.

    ResponderExcluir
  2. Texto bem sinestésico. Forte e bom. O suicídio assim é doce...

    ResponderExcluir
  3. Definitivamente o melhor texto seu que eu já li

    ResponderExcluir
  4. Esse texto faz parte do terceiro livro que escrevi mas não consegui publicar. Está mais para crônica que para poema.

    ResponderExcluir